Quer aprender a vender mais?
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
FECHAR

Respostas são sementes


Post de Claudio Diogo em 10/07/14 | Comenários: 0

Algumas das minhas palestras acabam tendo um forte efeito motivacional sobre os participante e invariavelmente sou convidado a falar com turmas de universitários que estão prestes a terminar seus cursos. Além do que, minha atuação como professor deixou minha linguagem bem afinada com a deles e assim consigo absorver a energia e a impulsividade que se esvai naturalmente com o passar dos anos.

Numa destas oportunidades, quando terminei minha palestra sobre Tendências Comerciais para os formandos de Administração de uma festejada universidade paulista, recebi uma pergunta diferente do habitual.

Um rapaz com um cachecol que não combinava com o calor do fim de ano levantou o braço e ao meu sinal me desafiou:

– Professor, deu para ver que o senhor é direto e experiente. Então vai lá: além de disparar currículos, o que a gente pode fazer a partir de agora para conseguir bons empregos?

Creativity

O silêncio que se fez na sala podia ser ouvido há quilômetros de distância.

As pessoas que olhavam para o garoto voltaram seus olhares para mim. O que eu podia fazer com aquela expectativa? Estava claro que a pergunta era de todos.

– Não mandem currículos. Parem com isso imediatamente.

Respondi.

E continuei:

– Vocês devem se conhecer e entender quais suas principais habilidades, aquelas em que vocês se destacam dos demais e que, claramente, os deixam com o coração transbordando de paixão por elas. De posse desta paixão, reúnam toda sorte de conhecimento adquirido na faculdade; seja através de estudos dirigidos, estágios, trabalhos, discussões, seminários e livros lidos – e,  com tudo isso, elaborem uma forma de ajudar a empresa escolhida a conseguir atingir os objetivos mais importantes para ela.

Claro, antes façam um breve diagnóstico do mercado em que a empresa atua e seus principais problemas.

Enfim, elaborem uma proposta, e não um curriculum.

As empresas não querem currículos, pois isso não resolve problema algum. Elas querem pessoas que resolvem seus problemas e levam o grupo à frente. Gente com sangue nos olhos. E olha que elas estão loucas por este tipo de gente.

Quando vejo um currículo, lembro que certa vez um executivo de RH separou metade dos currículos que estavam em sua mesa e enquanto jogava-os no lixo; riu e me disse:

– Não contrato gente sem sorte!

Sei que é pavoroso, mas é um exemplo do descaso que o mercado tem com as pilhas de currículos de são despejadas por aí.

– Meus queridos, façam propostas diretas e relevantes de “como” vocês podem ajudar uma empresa ou departamento; ou melhor, façam propostas para mudar o mundo, isso vai proporcionar o brilho nos olhos que todos querem. 

Mas se vocês não conseguiram adquirir conhecimento suficiente, nem se conhecem o suficiente e pouco entendem do mercado, aproveitem que o pessoal da secretaria da universidade está aqui e refaçam sua matrícula no primeiro ano.

Isso mesmo; comecem tudo de novo. Ainda dá tempo!

O silêncio (se isso é possível) ficou maior ainda. 

claudiodiogo-1Percebi que tinha feito a minha parte; com minha bagagem e experiência ajudei pessoas a tomar a melhor decisão.

Plantei sementes.

Que feliz eu fiquei aquele dia!

Claudio Diogo

Em suas palestras, Claudio Diogo conta histórias inspiradoras e cheias de boas lições de vendas e carreira. Entre em contato conosco pelo telefone (41) 3343-2819 e saiba como mudar o clima da sua empresa e os resultados da sua equipe de vendas contratando uma palestra de Claudio Diogo.

Veja também:





0 comentários em "Respostas são sementes"

Deixe seu comentário!

Comentar